25
February
2009

Achei essa matéria super interessante, resolvi partilhar aqui para aquelas que assim como eu não vivem sem um secador de cabelos em mãos!!!


Bad hair day.


As três palavrinhas resumem o inferno feminino quando não há milagre que faça o cabelo ficar ajeitado.

Sim, estamos falando daqueles episódios em que muita mulher deseja, do fundo do coração, ter nascido muçulmana e sair por aí com metros de tecido escondendo a rebeldia dos cabelos.

Há também aquelas que, no desespero, sonham com um emprego que exija um capacete, uma touca, um escafandro ou delírio dos mais graves até pedem aos céus a transformação instantânea em homem, jogador de futebol com a cabeça raspada de preferência.

Tudo para se livrar da cara de espantalho.
Como as fantasias ficam presas à imaginação, o jeito é se virar como dá.

Pois é, você acertou: trata-se do querido e implacável secador, socorro das horas mais aflitas e solução das crises mais insolúveis.

O problema é que, quando a zica pega de verdade, parece que nem ele colabora. Mas aí, o jeito é respirar fundo e… desistir? Claro que não!
Pontas bagunçadas, fios arrepiados, nós por todos os lados, franja esquisita e mais todo o tipo de atropelos visuais somem num zás graças à sua potente bazuca modeladora.

Basta saber usá-lo e ter um tiquinho de paciência.

Mas os conselhos de um expert também fazem a diferença. Sabendo disso, fomos atrás de quem conhece, como poucos, o potencial desse seu aliado.





CONSELHOS:

1. Se o cabelo amanheceu (ou anoiteceu) horroroso, a primeira coisa a fazer é correr para o chuveiro. Lave com seu xampu e condicionador favoritos e, ainda no banho, desembarace os fios. Tire todo o condicionador e, se a crise for causada pelo volume de arapuca, aproveite para passar um leave-in (aqueles cremes que dispensam o enxágüe) só no comprimento.
2. Caso não pretenda passar as próximas quatro luas na frente do espelho, com cãibra no braço e punhos doloridos de tanto segurar o secador, o jeito é tirar o excesso da umidade com a toalha. Mas se você não tem vocação para poodle, esqueça aquela idéia de esfregar a dita-cuja na cabeça. Basta pressionar, com cuidado , ensina Cleber. Terminando, passe um pente de dentes largos para manter os fios soltos e sem nós.
3. Só para garantir, você está proibida de: torcer os fios (eles não são a sua toalha de banho); esfregar a toalha na cabeça e deixar aquele famoso restinho de condicionador. Isso tudo só enfraquece o cabelo, que quebra mais fácil , explica o mestre das tesouras.
4. Sabe os famosos cosméticos termoativados, que prometem dar vida ao cabelo com a ajuda do secador? Então, nem sempre o milagre acontece. Os impostores estão por toda a parte e, para evitar surpresas, dê uma conferida na textura do produto que você compra. Indicamos os de consistência suave, assim o cabelo não perde o brilho natural.
5. Agora que a faxina está terminada e boa parte do mau humor já desceu pelo ralo do banheiro, é hora de partir para a escova em si. O primeiro passo? A escolha de uma boa escova, óbvio. As melhores têm cerdas de javali, mais macias , diz Cleber. Já as de nylon são recomendadas para mulheres de cabelo grosso. O tipo de fio, liso ou encaracolado, também interfere na decisão. Os lisos pedem uma escova térmica para modelar melhor a ponta, e os encaracolados exigem uma escova mista (de cerâmica, com íons e cerdas) para alisar e modelar.
6. Com tudo em mãos, comece a secar o cabelo com o secador e a ajuda das mãos com cuidado para não embaraçar. Quando os fios estiverem apenas úmidos, faça divisões em diagonais e trabalhe e madeixa por madeixa para que a raiz não fique marcada.
7. A forma como você direciona o secador também influencia e como! no resultado final. O bico precisa ser posicionado na diagonal e o jato de ar tem de seguir de cima para baixo (ou da raiz para as pontas). Assim, as escamas dos fios se fecham evitando o efeito arrepiado , desvenda Cleber.
8. Cada mecha separada deve receber o mesmo tratamento. Comece pela raiz, alisando bem. Passe para a metade do comprimento para dar brilho ao cabelo e, por último, modele as pontas. Os três passos são o segredo de uma escova linda e com movimento.
9. Para quem tem cabelo liso e com pouco volume, a dica é terminar a escova com um jato de ar frio. Ele dá mais movimento ao penteado. Mulheres com fios cacheados, que capricharam no look liso por um dia , precisam do toque final dado pela chapinha.
10. Um bom finalizador aumenta o prazo de validade do seu sossego. Mas fique atenta ao rótulo e evite aqueles que contêm silicone na fórmula, principalmente se você tiver tendência à oleosidade. As chances de ficar com uma aparência sujinha são altas.
11. Nos dias úmidos, principalmente, a fixação dá quase tanto trabalho quanto a escova em si. Há uma gama imensa de sprays, mas com diferentes níveis de fixação. É recomendável o uso do spray seco e de fixação média e sem exagero para que o cabelo não fique com o aspecto duro e sem balanço.


Comentários desativados